Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2005

ESQUECIMENTO

Aqui estou eu, baralhada de novo!

Já não sei quem é a criança mimada aqui! Eu não sou obrigada a fazer o que tu queres!
Tenho direitos, responsabilidades, sonhos, que posso ou não partilhar contigo ou com outro pessoa.

Não quero viver a minha vida nesses moldes - a vida não pode ser uma ameaça perpétua!

Lembro-me dum certo excerto do poema "Discurso" de Cecília Meireles, que descobri recentemente:



"Se eu nem sei onde estou,
como posso esperar que algum ouvido me escute?
Ah! Se eu nem sei quem sou,
como posso esperar que venha alguém gostar de mim?
"

Deixa-me em paz; EU SOU UMA PESSOA!

Nunca, mas nunca te esqueças disso!


publicado por Remember às 13:41
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ALMA

. DESAFIO

. VOLTAR

. SÓS

. EFECTIVAMENTE

. GOZAR

. NO MUNDO

. FRIO

. COISAS

. BOM LIVRO

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds