Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2006

AMOR TOTAL

Amor é o olhar total, que nunca pode
de Fiona Hasse Pais Brandão
Amor é o olhar total, que nunca pode ser cantado
nos poemas ou na música,
porque é tão só próprio e bastante em si mesmo,
absoluto táctil, que me cega,
como a chuva caí na minha cara,
de faces nuas oferecidas
sempre apenas à água
O meu comentário??
Uma definição absoluta do amor - eu também o vejo como qualquer coisa que implica a rendição total.
Infelizmente, é a segunda vez que eu me entrego completamente e me deixam sozinha.
Mas isso não me fará desistir - apenas me ensinou a ser mais cuidadosa!
publicado por Remember às 13:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 24 de Janeiro de 2006

ESTAR NA NOSSA VIDA

Deixa-te estar na minha vida.
Como um navio sobre o mar.
Se o vento sopra e rasga as velas
e a noite é gélida e comprida.
E a voz ecoa............
Cantiga de Cabral do Nascimento
O poema continua, mas isto foi o que me chamou mais a atenção.
Parecendo que não, mesmo que não se dê conta, há muita gente que está na nossa vida e que nos quer ver feliz..........
Obrigada a todos!!!
publicado por Remember às 13:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 21 de Janeiro de 2006

AMAR NÃO ACABA

Amar não acaba.
É como se o mundo estivesse à minha espera.
E eu vou ao encontro do que me espera.
Clarice Lispector - A Descoberta do Mundo
Um bom conselho aqui para a Marta, que acha que cometeu novo erro.
O pior de tudo é a incerteza, mas se o mundo está à minha espera, como Clarice diz, vamos chorar um bocadinho, depois lavar a cara com água fresca e dar um bom passeio.
Brincar com o vento, com o sol e a luz - porque amar realmente não acaba; há muitas coisas para apreciar e amar, mesmo que não sejam fisícas.
publicado por Remember às 11:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2006

VONTADE

da Isabel Allende em "O bosque dos pigmeus"
"As crenças próprias chamam-se religião, as dos outros chamam-se superstição"
"O que falamos é idioma, o que os outros falam é dialecto"
"O que os brancos fazem é arte, o que fazem as outras raças é artesanato"

O meu comentário:

Continuamos a andar em circulo e a ter medo uns dos outros.
Porque só pode ser isso - medo!
Não nego que às vezes tenho medo, mas isso é porque sou humana.
Ter uma mente aberta e apreciar o que os outros, o que uma outra forma de cultura pode oferecer é pura e simplesmente vontade de conhecer!
publicado por Remember às 10:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ALMA

. DESAFIO

. VOLTAR

. SÓS

. EFECTIVAMENTE

. GOZAR

. NO MUNDO

. FRIO

. COISAS

. BOM LIVRO

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds