Quarta-feira, 31 de Agosto de 2005

APESAR DE


Apesar das ruinas e da morte,
onde sempre acabou cada ilusão,
a força dos meus sonhos é tão forte,
que de tudo renasce a exaltação.
E nunca as minhas mãos ficam vazias.

Sophia de Mello Breyner Anderson - Poesia

É, Sophia, as nossas mãos nunca ficam vazias quando sonhamos, nem que seja por um minuto!
Obrigada por me ajudares a compreender que posso transformar a minha vida, sonhando, como agora faço, com as palavras que tu escreveste e que nunca serão esquecidas.
publicado por Remember às 13:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 30 de Agosto de 2005

MAGOAR


IMPROVISO NA MADRUGADA
Húmido de beijos e de lágrimas,
ardor da terra, com sabor a mar,
o teu corpo perdia-se no meu.
(Vontade de ser barco ou de cantar)
Eugénio de Andrade

O meu corpo não se perde no teu, porque tu não queres;
não me queres magoar!
Mas não sei o que me magoa mais - o facto de não me queres magoar ou de me estares mesmo a magoar com o teu silêncio e com a tua distância!
publicado por Remember às 13:37
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Agosto de 2005

SIMPLES


DESPERTAR

É um passáro, é uma rosa
É o mar que me acorda?
Passáro ou rosa ou mar
tudo é ardor,
tudo é amor.
Acordar é ser rosa na rosa,
Canto na ave,
água no mar

Eugénio de Andrade

Será apenas uma visão simples do amor?
Porque é que o amor é, por vezes, igual a desilusão?
Ou porque é que nos criticam quando queremos que seja assim?
Simples, como a rosa, como o passáro ou o mar!!!
publicado por Remember às 13:38
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Agosto de 2005

Somos folhas breves onde dormem as aves de sombra...

Somos folhas breves onde dormem
as aves de sombra e solidão.
Somos só folhas e o seu rumor
Inseguros, incapazes de ser flor
até a brisa nos perturba e faz tremer.
Por isso, cada gesto que fazemos,
cada ave se transforma noutro ser

Eugénio de Andrade - Somos folhas breves

Encontrei este poema no Jardim dos Sentimentos, nos Jardins do Palácio de Cristal.
O Jardim é lindo e só um poema escrito com o coração e com alma poderia lá estar!
Como eu, Eugénio de Andrade amava profundamente esta cidade e hoje, que me sinto perturbada, procurei a paz dos Jardins e a vista maravilhosa para o rio para me redescobrir.

publicado por Remember às 15:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 9 de Agosto de 2005

MORTE

CALINO DE ÉFESO:

A morte virá no momento
Em que tenham urdido as Moiras,
Porque não está no destino de um homem
Escapar à morte, nem mesmo que a sua estirpe
Viesse dos deuses.

A verdade das coisas!
Li este verso no livro "As duas mortes de Sócrates" e achei interessante.
Sei que há pessoas que não aceitam bem a morte; talvez seja porque acham que a vida as tratou mal.
Sinceramente......só espero morrer em paz comigo mesmo e com o mundo!
publicado por Remember às 14:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 3 de Agosto de 2005

ESCREVER PARA VOLTAR A NASCER

ESCREVO - EUGÉNIO DE ANDRADE
Escrevo já com a noite em casa. Escrevo
sobre a manhã em que escutava
o rumor da cal ou do lume
e eras tua somente a dizer o meu nome.
Escrevo para levar à boca o sabor
da primeira boca que beijei a tremer.
Escrevo para subir às fontes
E voltar a nascer
Há várias razões para se escrever - um amor quase perfeito, uma dor lancinante, uma forma de preencher a solidão.
O meu amor não foi perfeito; o espinho da dor cravou-se bem fundo e ao preencher a solidão, encontrei outras formas de viver o que não sabia que existia.
Por isso, vou continuar a escrever para voltar a nascer até que, um dia, a luz se apague!
publicado por Remember às 13:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ALMA

. DESAFIO

. VOLTAR

. SÓS

. EFECTIVAMENTE

. GOZAR

. NO MUNDO

. FRIO

. COISAS

. BOM LIVRO

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds