Segunda-feira, 27 de Junho de 2005

Á MÃE

POEMA À MÃE
No mais fundo de ti
Eu sei que te traí, mãe
Tudo porque já não sou
O menino adormecido
No fundo dos teus olhos

Isto é apenas parte do poema escrito por Eugénio de Andrade, no livro "Os Amantes sem Dinheiro".
Foi um amigo que me enviou - sem mais nada escrito!
Apenas o poema, uma simples homenagem ao poeta e a cada uma das nossas mães.
publicado por Remember às 14:02
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Junho de 2005

RUMORES E HUMORES

APENAS UM RUMOR
E no teu rosto
aberto sobre o mar
Cada palavra era
apenas o rumor de um
bando de gaivotas a passar
Eugénio de Andrade

Se os rumores fossem só isso.......
Mas, às vezes, magoam muito as pessoas e fazem com que as coisas nunca voltem a ser o que eram!!!
publicado por Remember às 13:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 14 de Junho de 2005

A EUGÉNIO DE ANDRADE

Em homenagem a Eugénio de Andrade, só podia transcrever um dos seus versos:
Quase nada
O amor é uma ave a tremer
nas mãos de uma criança.
Serve-se de palavras por ignorar
que as manhãs mais limpas não têm voz
Curioso pensar, mas voltamos outra vez à infância quando amamos!
E sentimo-nos desamparados e hesitantes porque somos ultrapassados por um sentimento mais profundo do que nós próprios!
publicado por Remember às 13:39
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Junho de 2005

FALAR DE AMOR SE ESTOU MORTO

E COMO FALAR DE AMOR SE ESTOU MORTO?
E como falar de amor se estou morto?
Se nós mortos não temos paixões,
nem de humanos afectos sentimentos
somente dos vivos somos o espanto
Cartas do Inferno - Ramon Sampedro

É um poema violento - sente-se a angústia, a frustação, a dor deste homem, que ficou tetraplégico e quis morrer, porque a vida deixou de ter sentido.
Nada mais posso dizer; apenas gostava de receber os vossos comentários!
publicado por Remember às 13:50
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Junho de 2005

O QUE DE BOM HÁ

Quarto Crescente
Amanheceu!
Mais um belo dia que desponta!
E mais um dia tenho
para te amar!
Memórias de uma lua - Nadina Carvalho

Eu tenho mais um dia para amar o mundo e o que de bom há nele!
Talvez ainda mais, porque tu existes e mesmo que sejamos só amigos, isso já dá uma outra luz ao mundo!!
publicado por Remember às 13:44
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Junho de 2005

O FIM DO ESPAÇO

FIM
O Fim
Sepulta em si mesmo
O que já não é, mas foi
O vazio de um talvez
E o silêncio de um Adeus
Memória de uma Lua - Nadina Carvalho
Creio que se há um "talvez", não é propriamente um fim!
Será o renovar do espaço, a procura doutras saídas, o reencontro com o próprio ser!
Quanto ao Adeus, o silêncio pode ser a palavra de ordem, mas encontra-se o silêncio noutras palavras, tão frias e crúeis como o largar tudo e andar sem olhar para trás!
publicado por Remember às 13:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 1 de Junho de 2005

AGRESSÃO

"Quatro letras nos matam quatro facas
que no corpo me gravam o teu nome.
Quatro facas amor com que me matas
sem que eu mate esta sede e esta fome.
"
As facas - Manuel Alegre

Agora que o reli novamente, vejo que estava errada quando o analisei pela primeira vez.
Eu disse que o achava agressivo!!
O amor pode ser agressivo, por causa da tensão em que estamos!
Não admira que ele fale em "facas", que nunca "mate esta sede e esta fome"!
Está sempre a mudar, a descobrir facetas ocultas, perdidas e/ou esquecidas!
E, não, não estou a confundir com violência doméstica, porque aí há um vazio de sentimentos!
publicado por Remember às 13:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ALMA

. DESAFIO

. VOLTAR

. SÓS

. EFECTIVAMENTE

. GOZAR

. NO MUNDO

. FRIO

. COISAS

. BOM LIVRO

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds